segunda-feira, 2 de abril de 2018

v>

Semana de 1 a 7 | As tendências | Numerologia



Entrámos, ontem, na primeira semana deste maravilhoso Abril e, um pouco à semelhança do mês, temos uma semana que pede coragem, decisões, equilíbrio e força. Nada se fará sem estres principais ingredientes os quais serão facilitadores de processos.
 


Sabemos já que este ano é de evolução, assim sendo não será novidade para ninguém que, mais lenta ou mais rápida, ela terá que vir. Seja lá de que forma for, mudanças num sentido de evolução e realização irão sempre existir no decorrer do ano.
 


Para muitos, esta energia pode sentir-se como que mais um fardo para levar adiante, para outros como uma boa notícia… tudo dependerá da forma como encarar os factos e as circunstâncias que se avizinham, as quais serão tudo, menos fáceis de gerir, já que este ano pelo que parece o campo emocional está bastante evidenciado, o que requer um esforço quase que extra para equilibrar esse campo… o que nem sempre se tem mostrado uma tarefa fácil dado que adiar tem sido, também, o prato do dia.
 


Isto para dizer que esta semana vai muito de encontro, não só ao campo emocional, como das mudanças e das decisões. Sim, mais uma vez temos que mudar, temos que tomar decisões de forma corajosa e determinada, levando adiante a nossa força, no fundo, a nossa fé. Tomar decisões com base naquilo que futuramente acreditamos que nos vai fazer felizes. Afinal de contas Abril é o quarto mês do ano, logo regido pela energia natural 4 que nos leva a querer construir bases sólidas que nos tragam não só segurança como conforto, mas, para isso chegar, é preciso dar o chamado “grito de loucura” e saltar. Dar o salto mais à frente, num ato, provavelmente, de fé, acreditando que o que vier de novo será profundamente transformador.
 


São necessárias coisas novas, principalmente no campo emocional. E isso significa muitas coias; por exemplo, pode sentir necessidade de rever amizades, ou de rever um relacionamento… é necessário criar a transformação e a mudança, e, isto claro sem adiar problemas, ou adiar promessas.
 


Um pocuo a antever aquilo que será a segunda semana do mês, nesta semana, deveremos fazer todo o trabalho de escolhas / Seleção, para depois, começar então a ação propriamente dita. Para depois chegar a realização. E escusado será dizer que se nada fizer, nada de novo virá, até porque, resultados novos, com os mesmos comportamentos de sempre não chegam certamente a lado nenhum!!


 Nada vem grátis e nesse sentido é necessário fazer um esforço para criar a realidade que deseja. Porque se nada fizer, nada lhe chegará o que poderá causar um sentimento de vítima. Vitimizando-se pela vida que tem, no entanto, essa vida, na verdade é um resultado de escolhas suas. Se não a quer viver tal como a vive agora, é necessário que se faça o trabalho de selecção.


 As confusões e o entusiasmo juntos podem levar a situações de conflito, provavelmente interno, as quais o podem levar a ficar ainda mais perdido e consequentemente, com cada vez menos vontade em avançar.
 


Tão depressa se pode sentir entusiasmado com uma novidade, como logo de seguida se pode sentir bastante confuso, entregando-se ao comodismo, e à resistência em fazer algo mais por si, não fazendo nada, mas queixando-se de tudo. Enquanto o entusiasmo pode ser uma excelente arma para dar andamento às coisas, já os dramas, são uma arma óptima para ficar quieto, pelo que é importante fazer perguntas a si mesmo a fim de evitar esses estados.


 Onde quer estar?
Porque quer sair de onde está?O que o motiva a partir?O que é mais importante para si neste momento?O que o faz verdadeiramente feliz?Depende de quê para mudar? 


Não seja intolerante, principalmente consigo mesmo nem fique dependente de terceiros, ou de fatores externos para fazer o que quer que seja, porque é sabido que essa conjuntura ideal que tanto espera não vai chegar nunca.
Por outro lado, a impaciência pode dar o ar da sua graça e levá-lo a fazer coisas, sem graça nenhuma, as quais podem gerar constrangimentos futuros que facilmente se evitam caso controle um pouco esse lado mais enérgico, até porque a energia poderá ser aproveitada para outras coisas. A vontade para mudar pode ser muita, e interiormente isso leva-o a sentir-se agitado, sem dúvida que sim, o que exteriormente se pode reflectir em actos provocados pela falta de paciência que em nada favorecem, apenas podem atrapalhar.
 


Outro ponto interessante é a tendência para fazer coisas com o intuito de não magoar ou ferir terceiros. Coisa que é particamente impossível, já que faça o que fizer haverá sempre quem esteja pronto a reagir, à sua maneira. Uns reagem bem, outros mal, é a lei da vida, e pensar na forma como os outros vão reagir é tudo menos boa ideia, porque se assim o fizer, vai perceber que nada ou pouco pode fazer. E quem sai prejudicado nesse rol de boas intenções que tem??
 


Claro está que também não é para impingir as suas ideias ou intenções, ou o que quer que seja à força, no entanto é para se ter o senso de perceber que ao fazer as coisas para não ferir terceiros, quem sai ferido é só uma pessoa. Você.
 


Aproveite a energia da semana para se tornar mais “dono de si mesmo”, mais independente e liberto de quem o rodeia, para que dessa forma consiga tomar as decisões que precisa pensando única e exclusivamente em si.
 


Assuma o compromisso consigo mesmo no que toca a assumir as responsabilidades das suas decisões. Se é para mudar e se isso precisa de ser feito porque o vai ajudar a criar um novo rumo e novas bases, evite pensar duas vezes e assuma o compromisso consigo de que vai, fazer algo por si, algo que o deixe não só feliz como em paz e em equilíbrio. Evite atirar para cima dos outros aquilo que partiu de uma responsabilidade sua, ou seja, se é você que quer mudar seja porque motivo for, não culpe os outros por uma coisa que, provavelmente, eles não têm a menor culpa.




Sandra L. Santos 

Sem comentários:

Enviar um comentário